sexta-feira, julho 08, 2005

Algo sobre o Prêmio Samambaia

Olá Pessoas,

O que escrever aqui?? Sabe quando você até tem assunto, mas não quer falar sobre. Eu acho que me sinto assim. De qualquer forma vou ver se discorro um pouco sobre o prêmio Samambaia de Jornalismo e sobre as férias acadêmicas que se iniciam. Vou usar isso como terapia, verei se ao final do post descubro o porquê de não querer falar tanto nisso.

Prêmio Samambaia!! Tem algumas pessoas que não gostam. Outros que defendem. O argumento dos primeiros é que o espírito competitivo não é bom para o aprendizado. O dos segundos é que a vida é o mercado e, mais cedo ou mais tarde, esta competição virá; e além do mais é uma ótima chance de estimular a produção acadêmica.

Eu gostei muito da idéia. Achei que foi uma cerimônia muito legal. Fiquei muito feliz por ver meus amigos sendo premiados. Gostei demais de ter recebido meu prêmio. Não fiquei nem um pouco ressentido por não ter ganho o primeiro lugar. Eu tenho a plena consciência de quando faço uma coisa boa e uma coisa ruim. Não acho que meu artigo tenha ficado ruim, mas também não ficou tão bom. Se fosse o do ano passado, o “Já somos quase um jornal” daí sim acho que teria grandes chances de ganhar.

Mas tudo na vida é experiência. Eu gostei demais de ter feito este texto de ombudsman. Principalmente porque me senti ultra pressionado. Eu escrevi ele das 02:00 às 04:00 da matina de uma quinta-feira depois de ter vindo de uma festa do Goiás. Tinha que ser escrito até o dia seguinte. Não tinha lido os jornais na íntegra. Estava muito cansado. E ainda tinha a minha pressão psicológica de tentar ser melhor do que o texto da Marcela, que por sinal tinha ficado muito bom. Não gosto de trabalhar assim.

Mas pelas circunstâncias acho que até saiu legal. Gosto de escrever como fiz o meu primeiro artigo de ombudsman já citado. Aquele eu fiz de uma hora para outra, na confusão do laboratório da Facomb, sem a mínima pressão de nada e ficou muito bom. Desta vez, pelo que eu fiz, me senti extremamente bem recompensado com os dois ótimos livros que ganhei.

Fiquei muito feliz por ter ajudado a Juliana Luiza a ter ganho o prêmio de Capa. Realmente foi um baita trabalho de equipe. Principalmente porque teve uma hora que o programa deu problema e a gente perdeu tudo. Isso era umas 10:00 da manhã e a gente precisa entregar até meio-dia. Refizemos na correria, mas acabou ficando muito bom. Ainda gosto mais da capa que o Fellipe fez, a da edição de junho, mas a nossa ficou boa também.

Depois da cerimônia fomos ao Candeeiro. Pessoas, to chegando no final da primeira página de Word. Hoje que eu tinha prometido a mim mesmo ser mais breve, mesmo porque não tinha tanta coisa para escrever, acho que vou acabar fazendo outro texto grande. Vou correr o risco de ser novamente criticado pelo tamanho, mas eu tenho outra história para contar.

Como eu disse, fomos no rodízio de pizza, lá no Candeeiro. Sei lá, parece coisa de pobre, ou de não sei o que, mas sempre tive vontade de ir lá. É que quando eu fazia o Geração Esportiva, voltava no Pq.Atheneu-Campinas, o famoso 014, e como estava no horário da janta sempre passava na porta daquele restaurante com fome. Nunca tinha ido, mas foi por falta de oportunidade, mesmo porque naquela época eu estava com uma situação financeira melhor do que hoje, ganhava em dia pelos Doutores. Mas sei lá, foi boa a sensação de estar lá dentro, comendo do bom e do melhor e ver o busão passar do lado de fora. Nossa, to me sentindo dentro do consultório fazendo psico-terapia, ehehehehe.

Pronto, acho que foi isso a noite de ontem. Não estou tão descritivo hoje por causa da falta de vontade que discorri no início. Mas cheguei a conclusão que não é o tema, mas o dia de hoje que não me inspira tanto na escrita. Vou, ou melhor, iria falar um pouco sobre minhas férias. Mas acho melhor deixar para a próxima. Assim tenho assunto para a próxima oportunidade e esse texto não fica tão grande.

Hoje o extra fica sendo aquela letra que prometi o post passado. Acho que é minha música do momento, vamos assim dizer.

Amanhã é 23 - Kid Abelha

Composição: George Israel/Paula Toller

As entradas do meu rosto
E os meus cabelos brancos
Aparecem a cada ano
No final do mês de Agosto

Há vinte anos você nasceu
Ainda guardo um retrato antigo
Mas agora que você cresceu
Não se parece nada comigo
Esse seu ar de tristeza
Alimenta a minha dor
Tua pose de princesa
De onde você tirou

Amanhã, amanhã
Amanhã, amanhã

Amanhã é 23
São 8 dias para o fim do mês
Faz tanto tempo que eu não te vejo
Queria o seu beijo outra vez

É isso, abraços a todos, até mais se DEUS quiser,

5 comentários:

Erikita disse...

Não botava muita fé não, mas no final até gostei do prêmio. Aliás, foi perfeito, pq as pessoas que eu gosto ganharam (bom, nem todas...). Fiquei muito feliz com o prêmio da Gabriela,não li a matéria dela, mas com certeza foi merecidíssimo!!!! Fiquei feliz ainda porque vou ter um monte de livros pra ler nas férias, inclusive vou até ganhar um do Fellipe...hehehe. Brincadeira!!!! A esticada no Candeeiro tb foi ótima, mas acho que essas nossas visitas as pizzarias da vida vai acabar com a minha silhueta...rs. Tudo de bom!!!

Fellipe Fernandes disse...

Oi Dua,
nada como ter bons amigos que acham coisas boas das minhas porcarias...rsrsrs. Também fiquei muito satisfeito de ver meus amigos ganharem. Mas ainda acho a sua capa melhor, tenho certeza disso. Enfim... só para dizer que sem amigos não dá para viver. Já disso o velho Tom: "é impossível ser feliz sozinho". Um abraço.

Thiago disse...

Bem legal mesmo o prêmio... não deu pra ir lá na pizzaria, mas espero que isso não seja desculpa pra furaro basquete né?

Dessa semana não passa!

Aproveito e faço uma propaganda não autorizada e gratuita:

http://thiagoarantes.blogspot.com/

Vamos ver onde isso vai parar...

Abraço, até mais

maria cristina disse...

Oi Du!!! Tudo de bom a pizzaria!! Na hora que eu vi o ônibus eu disse p Renato: tem ônibus que pára aki, podemos vir mais vezes!!! hahaahhaah pobre... q horror!!!! mas escreve ai das férias!!! bjão!

Higor disse...

Sei exatamente o que sente em relação ao 014, Ed. hahahahha.
Pelo amor de Deus, coloca a lista dos vencedores do prêmio (Todos os premiados). Não acho ela em lugar nenhum. Falou.

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme