sexta-feira, maio 13, 2005

A Semana

Olá pessoas,

Estou aqui na Rádio Universitária, esperando o Tião para mim gravar as programações musicais(ninguém merece), e resolvi atualizar o meu desatualizado Blog.

Vamos falar sobre a semana. Mais uma semana de altos e baixos no meu humor. Primeiro a provinha de italiano que tive que fazer na terça. Nossa, as vezes, quase sempre, eu fico com conciência pesada de não levar tão a sério assim o italiano. Eu queria muito, mas ter tempo para estudar está cada vez mais difícil(eh desculpinha, ehehehe). E minha cabeça anda funcionando tanto ultimamente que nem consigo me concentrar direito nestas coisas.

Mas pelo menos, ontem, fiquei sabendo que eu não sou o único que precisava dar uma estudada a mais no italiano. Quase todo mundo foi mal mesmo. No final, analisando a minha nota, o meu 6,75 até que não foi tão ruim. Lembrando que a média caiu para 5,00. Daí eu fiquei mais tranquilo quanto a isso. E acabei refletindo porque eu acho essa nota ruim. É que comparando com a FACOMB, onde é impossível tirar menos que 7,5 ou 8,0, as coisas parecem ser fáceis demais. Eu observo o pessoal de letras que rala que nem um condenado para conseguir passar. Acho que poucos da minha turma tem essa preocupação lá na FACOMB. A gente rala tb que nem um condenado, mas é por outras coisas. Como pela Rádio Universitária, por exemplo.

E essa questão é realmente um problema que assola a minha cabeça. Não sei o que faço da minha vida aqui na Rádio. Segunda-Feira tive uma vontade gigantesca de entregar o horário do geração. Não sei se vai rolar, mas parece que vamos ter um seminário lá na FACOMB para tentar salvar a emissora. A idéia até foi minha, mas a Lívia e o Bênia é que levaram a coisa para frente. É minha última esperança. Tomara que dê certo, ou então este laboratório vai acabar. E é muito triste pensar nisso.

Outras coisas pertubaram o meu sossego na semana. As vezes a gente faz algumas coisas na maior das boas intenções, mas acaba atingindo as pessoas. Não sei pq isso ocorre na vida. Tudo criado com boas intensões poderiam dar bons frutos. Mas daí não seria a nossa Terra pecadora, e sim o paraíso. Tomara que algum dia as coisas sejam mais assim.

Bem, para encerrar fico pensando o que fazer neste final de semana. Estou pensando muito no futuro ultimamente. Gostaria que ouvessem bolas de cristais para a gente ver o melhor caminho para a nossa vida. Mas se tivesse, a vida não teria essa graça toda. Essa mistura de sentimentos bons e ruins é que dá sentido a nossa vida. Por mais que você tente não vai conseguir escapar das felicidades e nem das tristezas.

é isso gente, hoje não tem foto pq não estou em casa.

abração a todos e inté mais se DEUS quiser,

4 comentários:

ana disse...

Eduardo, infelizmente temos autos e baixos. MAs que bom que é assim, pq se não jamais saberiamos qual é o sabor da felicidade.
Beijos
Ana

Paula disse...

Acho que é o meu primeiro coment aqui né... Du, faz assim: estuda direitinho italizano, que eu deixo você me ensinar e ir trabalhar comigo na Gazzetta dello Sport tá bom??? Daí a gente vai cobrir o melhor campeonato de vôlei do mundo...
E o negócio da rádio, é legal se preocupar sim. Aquilo fez parte da vida de muita gente e valeu a pena pra caralho. Isso deve continuar acontecendo. Eu estou de férias e em Itumbiara. Se o seminário for em junho, pode me dar um toque, que eu vou lá com o maior prazer falar sobre meu tempo na rádio e tal... Beijo!!!

maria cristina disse...

Um dia vc vai se arrepender de reclamar da rádio, hehehee, eu tenho certeza!
Agora, vc anda folgado hein?! tem duas semanas que se escala p fazer programação musical!!!! Forga Rapaiz, heehhehe
Bjocas Du!!!

Thiago disse...

Então, meu velho!
Nessa semana agora tem que rolar o basquete...

Já me mandara até foto fazendo pressão pra eu viajar pra Phoenix no início de julho:

http://sp5.fotologs.net/?u=slutcream&i=2005/05/18/1116402944.jpg&c=f

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme