quinta-feira, março 16, 2006

A Celebração do Fim de Todas as Coisas

Lay down,
your sweet and weary head.
Night is falling.
You have come to journey’s end.

Sleep now,
and dream of the ones who came before.
They are calling,
from across the distant shore.

Why do you weep?
What are these tears upon your face?
Soon you will see.
All of your fears will pass away.
Safe in my arms,
you’re only sleeping.

What can you see,
on the horizon?
Why do the white gulls call?
Across the sea,
a pale moon rises.
The ships have come,
to carry you home.

And all will turn,
to silver glass.
A light on the water.
All souls pass.

Hope fades,
Into the world of night.
Through shadows falling,
Out of memory and time.

Don’t say,
We have come now to the end.
White shores are calling.
You and I will meet again.
And you’ll be here in my arms,
Just sleeping.

What can you see,on the horizon?
Why do the white gulls call?
Across the sea,
a pale moon rises.
The ships have come,
to carry you home.

And all will turn,
to silver glass.
A light on the water.
Grey ships pass
Into the West.

(Into the West - Annie Lennox)

Toda vez que eu ouço essa música me dá a idéia do fim. E não é um sentimento ruim, mas sim positivo, pois tudo na vida tem um final. Em tudo que faz, um dia você pega um barco e rumo para o oeste. Rumo para o fim de todas as coisas(ou não). Acho que não existe canção mais apropriada do que esta para esta semana.

Goiás X Vila Nova - Sábado, às 16:00h, na Rádio Universitária(870 AM). O fim de 2 anos e 7 meses de trabalho.

2 comentários:

Fellipe Fernandes disse...

O fim???? como assim? é apenas o início... abraço, Dua!

Lorena Verli disse...

A maior parte das vezes, Sartorato, o fim significa o início de algo novo. E, como eu sempre digo, novas experiências são sempre interessantes. Espero que você passe muito bem por esse momento, assim como eu espero que o começo dessa nova fase seja repleto de bons momentos. No futuro, Eduardo, o que fica são nossas lembranças e, em geral, essas escolhem os momentos mais divertidos, mais emocionantes, mais tenros para guardar. No futuro você se lembrará das boas coisas que tiramos da Facomb, de como aprendemos ali, dos grandes amigos que fizemos, dos passeios e das viagens. Em suma, nos lembraremos do que quatro anos de Facomb nos trouxe de bom... e isso é que faz viver valer a pena. São nossas boas recordações que nos garantem que a vida precisa continuar mesmo que pareça ser muito difícil levantar após um tombo. Ainda assim, podemos engatinhar. Boa sorte Sartora e viva todas as suas escolhas intensamente, pois só assim você poderá ser feliz de verdade. Bjos!

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme