segunda-feira, maio 15, 2006

Um novo começo

Eis que quando ninguém mais dava mais nada por este espaço, vem o ressurgimento. É.... realmente não pegou bem esta frase, ehehe. Mas o fato é que estou de volta, com vontade de escrever neste espaço. Precisei tirar umas férias. Cheguei a conclusão que quando eu utilizava este blog eu tinha mais sossego mental. Coisa doida, não? Pois é, estou tendo medo de mim mesmo ultimamente.

Nem mal comecei e fiquei sem assunto, ehehehe. É que são tantas coisas a dizer e tantas outras a não dizer que fico sem jeito de começar. Mas, vou tentar levar de alguma forma, e vamos ver o que sai.

Este mês de Maio está extremamente nostálgico. O frio precoce de Goiânia traz várias lembranças em mim, algumas boas, outras nem tanto, principalmente dos últimos anos. Quando bate o ar frio fico lembrando das aventuras lá em Goiás, no FICA. Fico com muita saudade e acabo tendo que disfarçar a minha mente, para me consolar que a época de FICA, como estudante e com todo o pessoal, acabou. Não voltará. É difícil, né? Pois é.... Bola para frente.

E no mesmo momento que penso neste passado fico imaginando como realizar meus sonhos futuros: viajar, sair do país, fazer um curso fora. Mas, infelizmente, alguns planos que tento por em prática, neste sentido, acabam se chocando com outras coisas que necessitam superação, mas que não tenho maneiras de superar neste momento. Então o que fica é só o presente mesmo. Que não está ruim, é claro.

Acabei de ler um livro muito bom. É a biografia do velho Samuel Wainer. Recomendo para todos que gostam de história, ou de jornalismo, ou de política. É um material riquíssimo que conta a trajetória do grande Samuel e seus jornais, numa época que vai desde o Estado Novo de Getúlio Vargas, até a ditadura militar, em 1964. Totalmente imperdível.

Fico por aqui hoje, mas garanto que volto em breve!! Ehehehe!!

Grande abraço a todos e fiquem com DEUS!!

2 comentários:

Fellipe Fernandes disse...

Ah! o FICA... belas lembranças essa festival me deu... também me lembro muito das nossas pré-férias em Goiás quando bate o friozinho: os shows na praça do coreto, sair para comer em restaurantes engraçados, rir muito no Morro do Macaco molhado, os namoros, a vontade de ser cineasta pro resto da vida, assitir aos filmes e poder conversar com os diretores... os amigos... É... mas ocmo você mesmo disse, é um novo começo! Vamos em frente então! Saudade de vc, velho!

Lorena Verli disse...

Os sonhos e os devaneios, Sartora... Sabe o que aprendi vindo para Sampa? Que a gente deve sonhar, e muito. E deve procurar realizar os sonhos, sempre. Mas, que algumas vezes nossos sonhos são agentes da nossa infelicidade... Engraçado isso, né?! Eu sonhei tanto vir para cá, mas quando vim descobri que não era bem isso que eu queria... Mas, isso não me impede de ter outros grandes sonhos... como você bem disse, viajar, estudar e tantas outras coisas... Mesmo que isso implique mais uma vez na separação (constante em minha vida), mas que seja por um bem maior... Minha querida e amada mãezinha sempre me disse que, na vida, a gente tem que abrir mão de grandes coisas em prol de coisas maiores ainda, mesmo que isso implique retroceder... É assim que a gente caminha, querido amigo... Guardando as boas lembranças no peito, sonhando (porque sem sonhos não somos ninguém) e lutando para que nossos sonhos se tornem realidade. E, se depois disso a gente descobre que não que o que queríamos... bem, aí a estrada segue em frente e a gente deve continuar. Nesse caminho todo, só uma coisa é fundamental... amizade!! Isso, nós temos de sobra. Bjão Sartora!!!! :-******

powered by Blogger | WordPress by Newwpthemes | Converted by BloggerTheme